Wineries Experience

Apr
2008
15

posted by on Sem categoria

9 comments

Na semana passada (5 e 6 de abril) os produtores de uva de Canberra comemoraram o Festival Anual da Colheita. Durante esses dois dias, das 140 vinículas do Distrito de Canberra e Região, 33 abriram suas adegas para um dos maiores festivais de vinho do país. Escolhi apenas 5 delas, todas localizadas no vilarejo de Murrumbateman, bem próximo aqui de casa.
À caminho de Murrumbateman, uma pequena parada na “Poachers Pantry”. Uma vinícula conhecida também pela sua “charcuterie”- casa de embutidos e defumados. No Smokehouse Cafe, o visitante pode entrar no figorífico e escolher pessoalmente sua peça de carne defumada com opções que vão desde o simples presunto de porco ao exótico prosciutto de canguru. Optei pelo prosciutto defumado de emu (um primo próximo do avestruz) e peito de pato defumado. Além das comprinhas, uma prova do delicioso Sparkling Shiraz feito com as uvas da premiada Wily Trout Vineyard.

Já em Murrumbateman, comecei minha maratona etílica na “must visit” Jeir Creek. Minhas provas passaram pelos seus famosos Sauvignon Blanc, Riesling e Cabernet Merlot. O marido foi um poquinho além e me garantiu que valia à pena levar duas garrafas: uma de Shiraz Viognier e uma de Chardonnay.

vinho1.jpg

Jeir Creek vineyard.

Parti em direção a tradicionalíssima Helm, que produz desde 1973 os premiados Riesling, Cabernet Sauvignon e Chardonnay, encontrados em grandes restaurantes da Austrália e de Cingapura. A sede da vinícula funciona numa escola pública desativada, fundada em 1888. Lá, depois das provas de Cabernet (Merlot e Sauvignon), o Merlot 99 da Helm conquistou espaço cativo na minha adega. Trouxe duas garrafas dele.

vinho2.jpg

vinho3.jpg

Delicadeza tem nome: uva cabernet sauvignon (Helm vineyard)

vinho4.jpg

Adega da Helm

A quarta visita foi na badalada e elengantíssima Yarrh. Quem passou por lá, além de se deliciar na prova, pôde assistir a shows de jazz, confeccionar espantalhos e vivenciar a experiência única de pisar em uvas Cabernet nos tonéis de madeira. De lá, fui indicada a comprar pelo menos uma garrafa do Pinot Noir. Para minha surpresa, naquele dia a Yarrh oferecia geléias caseiras feitas por agricultores da região. Escolhi a de pimentas vermelhas para comer com meu peito de pato defumado.

vinho6.jpg
…………………….
Clara montando sua princesa-espantalho

……………………..
vinho7.JPG
André em: assim se começa um vinho!

……………………..
vinho5.jpg
Yarrh vineyard

……………………..
Terminei minha jornada propositalmente na Gallagher – vinícula e fromagerie. Queria aproveitar e comprar uns queijinhos para acompanhar meus embutidos. Conhecida pelos seus vinhos tintos de mesa, acabou me surpreendendo mesmo com seu “Blanc des Blancs” um espumante finíssimo e, segundo o dono, 100% Chardonnay. Era fim de tarde, pra não dizer de fim de festa, e infelizmente não consegui garantir uma unidade para minha adega! Os “Blanc des Blancs” já haviam se esgotado assim como todos os queijos! O jeito foi dar uma passadinha rápida na minha delicatessen favorita e providenciar bons pedaços de provolone, blue cheese, vintage cheddar australiano (bem parecido com o cheddar inglês, bem diferente do americano) e porque não, azeitonas kalamata.
Adega e mesa compostas, era hora de voltar pra casa e provar todas essas delícias:

……………………..
vinho9.jpg

……………………..
vinho10.jpg
Prosciutto de emu servido com calda de vinho tinto e figos desidratados (sugestão do chef da Poachers Pantry)

……………………..
vinho11.jpg

Peito de pato defumado com geléia caseira de pimentas vermelhas (sugestão do Cozinha Pequena!).

……………………..
– Curiosidades:

vinho111.jpg

De acordo com o Australian Bureau of Statistics, a Australia produziu em 2007, 1.530.439 (um milhão, quinhentas e trinta mil, quatrocentas e trinta e nove) toneladas de uvas. Desse total, 1.370.690 (um milhão, trezentas e setenta mil, seiscentas e noventa) toneladas foram usadas para fazer 978.000.000 (novecentos e setenta e oito milhoes) de litros de vinho.

43.5% foram produzidos pelo estado de South Australia
34.9% foram produzidos pelo estado de New South Wales e ACT (Canberra entra aqui!)
16.5% foram produzidos pelo estado de Victoria e
4.9% foram produzidos pelo estado Western Australia

Os maiores importadores de vinhos australianos são a União Européia, os Estados Unidos e o Canadá.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags: ,

Comente pelo Facebook!

9 comments

  1. Marcele Martins
  2. Marcele Martins
  3. Marcele Martins

Trackback e pingback

  1. cozinha pequena » Blog Archive » Noite feliz!!!
    [...] menu ave e peixe, mas a gente não resistiu ao charme do Merlot da Helm, safra de 99, devidamente …

Leave a Reply


7 + 5 =