Torresmo pururuca… e alguns dias à menos de vida

Oct
2008
13

posted by on Acompanhamentos, Petiscos

54 comments

Cara… jogo da seleção, alguns amigos em casa…
Pra mim isso significa bastante cerveja gelada e porçõezinhas mil… amendoim, tremoço, queijinho estepe temperado, salaminho…

E se a turma for realmente boa (e aqui sempre é), uma bela porção de torresminho pururuca. O povo fica louco, até esquece do jogo… e a cerveja vai que é uma beleza!

Claro que não é sempre, ok? Nem gosto de imaginar a quantidade de gordura e calorias que estamos ingerindo, mas de vez em quando vale MUITO a pena!

Todo mundo tem uma receita… a receita que eu faço foi ensinada por um chef de um restaurante mineiro no programa da Ana Maria Braga, funciona muito bem e dá pra guardar na geladeira por alguns dias antes de finalizar, o que te garante bem menos trabalho (e menos sujeira) no dia da festa…

torresmo-2

Fazer é mais trabalhoso do que especialmente difícil… mas ouvir aquele barulhinho tão crocante… minha nossa!

Você vai precisar de:

  • 2 mantas de de barriga fresca (cerca de 1,5kg cada).
  • 2 litros de óleo novinho, sem uso anterior.
  • 1 colher (sopa) de sal.

Retire o excesso de gordura das mantas e leve-as em água corrente.

Eu corto as mantas em fatias finas, de  cerca de 1,5 cm. Pra o torresmo dar aquela enroladinha característica, também faço alguns riscos transversais com a faca sobre a pele.

Levo os pedaços ao fogo em uma panela grande, e cubro-os com 1 litro de óleo. No fogo médio e 25 minutos depois, o seu torresmo começará a mudar de cor e obter a textura mais dura. É hora de acrescentar o sal.
Ele começará à estalar e ficar com algumas bolhas brancas. Esse processo leva uns 20 minutos.

É hora de retirar os torresmos, sem apagar o fogo, escorrendo bem e levando à um recipiente que possa ser colocado à geladeira.

O óleo fica no fogo por mais cinco minutos, afim de que a água liberada no preparo evapore. Deixe o óleo esfriar e cubra os pedacinhos, levando à geladeira por dois dias, no mínimo. Se o jogo for no domingo, comece a preparar na quinta, ok?

Na hora de comer, leve a gordura que endureceu durante os três dias a uma panela, no fogo baixo (cerca de 100 graus).
Em paralelo, leve mais um litro de óleo virgem em outra panela, ao fogo mais alto, à 200 graus.

Quando a gordura tiver derretido, subirão algumas bolhas brancas… é hora de retirar os torresmos desta panela de temperatura mais baixa e jogar na panela com o óleo mais quente. Ele vai pururucar na hora!

Na boa… o dia que inventarem uma “pílula do dia seguinte culinária”, eu vou comer isso todo dia!

torresmo-1
No próximo jogo talvez tenha mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags:

Comente pelo Facebook!

54 comments

Trackback e pingback

No trackback or pingback available for this article

Leave a Reply


− 4 = 3