Nossa Ceia de Natal [Entrada] – Salpicão bem diferente

Dec
2011
12

posted by on Acompanhamentos, Cardápios Completos, Cozinha leve, Saladas

8 comments

Salpicão-12-thumb

Já comentamos por aqui que as receitas chegam às nossas mãos dos jeitos mais diferentes. Pode ser em um livro, por uma dica de alguém, uma comidinha que provamos e queremos reproduzir… mas essa foi de um papo ao telefone quase por engano!

Isso mesmo: Precisei falar com uma amiga da mãe de uma amiga sobre um outro assunto, e como tenho uma dificuldade imensa de fazer amizades (só que ao contrário), o papo foi parar na cozinha. Ela também adora cozinhar e em vez de falarmos do que precisávamos, começamos a trocar receitas. E ela me ensinou a fazer esse salpicão, que já entrou para o repertório de comidas simples, mas que impressionam!

Nessa semana, estamos pensando com muito carinho na ceia de Natal e, claro, cada vez mais pirando no cardápio. E esse salpicão como entrada, veio na medida certa para uma ceia leve e um pouquinho diferente do tradicional.

Vai por mim: vocês não provaram nada igual! Para garantir isso, preciso dizer que essa receita tem dois truques:

Truque 1: os ingredientes devem ser bem picados, mas muito bem picadinhos. Pedacinhos milimétricos, pois eles vão ser mais bem misturados e o gosto vai se distribuir de maneira igual.

- 2 cenouras médias cortadas em tirinhas bem finas (têm de ser bem fininhas mesmo);
- 150 g de salsão picado;
- 150 g de erva doce picada;
- 100 g de passas brancas;
- 100 g de abacaxi picado;
- 2 maçãs verdes bem picadas;
- 1 maçã tipo gala bem picada;
- Ervas frescas picadas;
- 5 colheres (sopa) de azeite extravirgem;
- sal a gosto.

- 500 ml de creme de leite fresco bem gelado;
- 2 colheres (chá) (aproximadamente) de flor de sal.

Corte todos os ingredientes de uma forma bem caprichada. Para fazer as tirinhas de cenoura, utilizei um lado do meu descascador que tem um pequeno “ralador”. Basta apoiar bem essa parte na cenoura e deslizá-lo no sentido do comprimento que as tirinhas saem já prontas.

Misture tudo, tempere com um pouco de sal e regue com o azeite. Reserve. Provavelmente, essa mistura vai soltar um pouco de água, porque os ingredientes vão desidratar. Se isso ocorrer, escorra essa água antes da segunda etapa da receita.

Agora é o momento do Truque 2:

Em vez de maionese, esse salpicão leva chantily salgado como creme.
Isso mesmo: um chantily salgado, que ficará levíssimo ao se misturar aos outros ingredientes.

Leve o creme de leite à batedeira (de preferência, coloque a tigela e os batedores também para gelar, pois em nosso clima quente, é difícil bater chantily), bata o creme e vá acrescentando flor de sal até ficar num sabor levemente salgado (não muito). Não coloque a quantidade toda de uma vez só. Prove uma, duas vezes, até atingir um ponto ideal ao seu paladar.

Misture esse creme aos demais ingredientes, leve-o para gelar numa tigela bonita, no momento de servir, e espere os aplausos!

Se a ceia começar tão bem assim, imagina como será o resto?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente pelo Facebook!

8 comments

  1. Lara Croft

Trackback e pingback

  1. Nossa Ceia de Natal [Carnes] – Tender com compota de laranjinha kinkan
    [...] salgado-doce me agrada muito, principalmente aquelas mais surpreendentes, como foi o caso do chantily salgado que experimentei numa receita …

Leave a Reply


4 − 1 =