Archive for the ‘Sem categoria’ Category

posted by on Sem categoria

4 comments

Friozinho em São Paulo. Preguiça de abastecer a despensa antes do fim de semana. Um Brioche in-tei-ro dando bobeira no balcão.

Arroz de polvo

Aug
2008
13

posted by on Sem categoria

4 comments

Aprendi com a minha vó (dona da receita de polvo ensopado – em sua própria tinta- mais sensacional que já comi até hoje) que acertar o ponto certo da carne desse molusco nao é lá uma das coisa mais fáceis da Terra. Ela tem como truque até hoje, cozinhá-lo por alguns minutos, colocá-lo em água [...]

Bolo Endiabrado

Aug
2008
12

posted by on Sem categoria

9 comments

Como explicar um bolo com esse nome? Não, não estamos falando de religião aqui… trata-se apenas de uma receita norte-americana, que leva chocolate amargo derretido, que em contato com o bicarbonato de sódio e o calor, torna-se avermelhado.

posted by on Sem categoria

6 comments

O nome é grandão e rebuscado, mas acredite: pode ser uma saída rápida e prática para aqueles dias em que você acorda com uma dor nas costas do infernos, vinda não se sabe exatamente de onde e que sua única vontade é ficar sentada no sofá (porque deitada dói!), assistindo a um filminho. Pois é! Meu [...]

Koonaburra Vineyard

Aug
2008
06

posted by on Sem categoria

3 comments

Essa jovem e pequena vínicula localizada apenas a 30 quilômetros de Canberra está atraindo olhares curiosos daqueles que apreciam um bom vinho. Além de oferecer seus belíssimos Pinot Noir, Sauvignon Blanc, Shiraz, e seu Merlot Sparkling – o espumante tinto que anda encantando o paladar dos australianos – Koonaburra traz uma produção modesta porém muito [...]

Restô d’ontê

Aug
2008
05

posted by on Sem categoria

5 comments

O quilo da Picanha? R$ 21,00 pagando barato. Uma linguicinha da boa? Ah, pode preparar R$ 7,00 por quilo. O pernil? Ah, esse é barato… R$ 6,50, com osso! Medalhão de filé mignon? Nossa, esse é o olho da cara!

posted by on Sem categoria

9 comments

  Se tem uma gôndola que eu não deixo de visitar quando vou ao supermercado, é a de produtos importados. Aqui na Austrália, tamanha é a quantidade de imigrantes, que as grandes redes mantém esses produtos organizados de maneira estratégica, sempre dispondo uma sorte considerável de opções.

Nhoque à romana

Aug
2008
01

posted by on Sem categoria

7 comments

Uma das formas mais efetivas para eu chegar em casa vindo do trabalho e desestressar é me esparramar no sofá e buscar em algum livro uma boa receita para fazer. Noutro dia, conversava via messenger com a Ana Elisa e com a Marcele sobre a enorme quantidade de livros e revistas de culinária que nós [...]