Canjica

Sep
2008
18

posted by on Doces

6 comments

Já falei pra você sobre eu “não gostar de doces“.
Esse é mais um da série “doces não tão doces”. Do jeito que eu gosto. Bom pra acompanhar esse frio que tá fazendo por aqui.

É tudo muito fácil, e tudo lembra muito a infância. Lembro de acordar cedinho naquele friiiiiio, pegar uma porção dessas como café da manhã, e entrar na sala de aula às 7 da matina.

Lembro das festas juninas em minha família, tão tradicionais, e com tão boas lembranças…

E o que falar das quermesses de escola, com pouca grana, que nunca me permitiam comer pamonha ou cuscuz, que eram bem mais caros? Eu ia de canjica mesmo!
Tudo pra poder participar da pescaria…
Embora eu estivesse mais preocupado com minha performance na quadrilha do que em comer…

Recordo-me da faxineira querida do meu primeiro trabalho, que fazia canjica e levava pra gente, no final de algumas tardes… o trabalho transcorria bem mais tranquilo, acredite!

E tudo isso com uma receita tão simples. Assim como deve ser:

Deixe meio quilo de canjica de molho em água, por quatro horas. Leve-a para cozinhar em dois litros de leite.

Tudo em fogo brando, do começo ao fim.

Cerca de 40 minutos depois de começar a cozinhar, acrescente uma lata de leite condensado e uma colher (sopa) de manteiga.

Depois que os grãos ficarem bem macios, adicione 1 vidro de leite de coco, um punhado de avelãs e 1 punhado de macadâmias e deixe cozinhar até o caldo engrossar à seu gosto.

Por fim, decore com anis estrelado.

É… poderia ser só amendoim torrado, mas aí fica muito parecido com a canjica da quermesse da escola. Quem disse que a gente não pode ser mais chique?

Canjica

Preciso parar de escrever posts saudosistas. Acabo com os olhos marejados, droga!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente pelo Facebook!

6 comments

  1. Marcele Martins

Trackback e pingback

No trackback or pingback available for this article

Leave a Reply


− 4 = 3