Canja de galinha [ou "Mãe Líquida"]

Apr
2012
11

posted by on Divagações, Sopas

5 comments

canjamaeliquida-1-of-1-thumb

Há algum tempo acompanho a Clara Averbuck no Twitter. Outro dia, ela publicou uma foto de seu jantar, fazendo um comentário que para mim resume a melhor definição sobre essa receita:  “canja = mãe líquida”.

Quando nasci, minha mãe teve um parto difícil e complicado, ficou muito tempo acamada, e sempre que se lembra desse momento, conta a história de uma canja que sua amiga preparou para “tirá-la da cama”. E sempre que repetia a receita, contava de novo a história sobre o carinho que sua amiga teve num momento tão difícil.

Quando minha filhota estava para nascer, pensando em agradar minha mãe, disse que também gostaria de tomar uma canja, pois só assim eu poderia me recuperar melhor, como ocorreu com ela, até para que ela pudesse, de alguma forma, retribuir à amiga o carinho feito, e perpetuar a tradição em família.

Às vésperas do parto, ela me telefonou, perguntando como eu queria que ela levasse a panela de canja para o hospital… tomei um susto e comecei a rir, imaginando minha mãe agarrada num panelão, provavelmente envolvido numa toalha de mesa amarrada pelas pontas, entrando hospital adentro, para me ajudar a me recuperar do parto! Felizmente eu vivia outra época, com outras condições, tão diferentes da que ela viveu no meu nascimento…

No fim, ela não levou o panelão de canja para o hospital, mas preparou em minha casa, e essa foi a primeira refeição que fiz, já com a Clarice com a gente. Canja, sem dúvida, tem esse gosto de “mãe”. E a Clara está certíssima: é mãe líquida.

Para preparar essa receita, usei a mesma técnica de corte dos legumes da receita de sopa caseira de legumes. Como já falei nesse post, gosto de sopa com cada um dos ingredientes tenros, preservando as texturas de cada legume.

Para 4 porções, você vai precisar de:

- 2 sobrecoxas de frango
- 1 xícara (chá) de arroz parboilizado
- 2 batatas 
- 1 chuchu 
- 1 mandioquinha
- 1 cenoura
- 1 tomate sem pele e sem sementes
- 1 cebola picada em cubos pequenos
- 1/2 cebola cortada
- 1 dente de alho amassado
- 1 folha de louro
- 6 colheres (sopa) de azeite comum
- 1 1/2 litros de água fervente (aproximadamente)
- sal e pimenta a gosto
- cebolinha picada para finalizar

Corte todos os legumes em cubos regulares e rale a cenoura em ralo grosso. Pique a cebola em “brunoise“, ou seja, em cubinhos bem pequenos. Reserve.

Tempere as sobrecoxas com sal e pimenta e leve à panela com 2 colheres de azeite e meia cebola, cortada grosseiramente, e deixe dourar, até formar um “fundinho” na panela. Se sobrarem aparas dos cortes dos legumes, acrescente-as também a esse preparo (não perca nada!). Junte a água e a folha de louro, e deixe cozinhar até que o frango fique bem macio, a ponto de desfiar.

Retire os pedaços de frango desse caldo, desfie e reserve. Retire o caldo, passe numa peneira e também reserve.

Aqueça uma panela com o restante do azeite, refogue bem a cebola picada em brunoise, o alho e junte o frango desfiado e o caldo de cozimento do frango (já passado pela peneira). Junte o arroz. Vá acrescentando os legumes aos poucos, seguindo a ordem de cozimento do legume mais demorado para o menos demorado, com um intervalo de 5 minutos (aproximadamente) entre eles. Ao final do cozimento do último legume, todos os demais estarão cozidos “al dente” e o arroz deverá ter seu cozimento finalizado.

Dica: para o preparo de canja, utilizo o arroz parboilizado (embora não seja o meu preferido) porque ele suporta mais tempo de cozimento que o arroz comum e você não corre o risco de ter um “arroz papa” se errar o tempo de cozimento.

A ordem de cozimento, então ficaria assim: refogado de alho e cebola – frango desfiado – caldo peneirado – arroz – batatas –  mandioquinha – cenoura (ralada) – se fosse em cubos ela estaria em primeiro lugar na fila – chuchu – tomates.

Na hora de servir, salpique cebolinha picada e pimenta do reino moída na hora.

Sirva acompanhada de bastante carinho, feito colo de mãe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente pelo Facebook!

5 comments

Trackback e pingback

  1. Resultado – Sopa de Mãe! « Blog Oxford
    [...] Canja de Galinha do Cozinha Pequena. [...]

Leave a Reply


+ 1 = 5